Plano Anual de Atividades - 2017/18
Procedimentos

 

Operacionalização

1 - Cronologia do processo de proposta/aprovação do Plano Anual de Atividades ao Conselho Pedagógico

2  - Acompanhantes

3 - Transporte coletivo de crianças

4 -  Numeração de aulas

5 - Articulação

6 - Auxílios económicos para atividades de complemento curricular - Relatório de necessidades

7 - Relatório de acompanhantes/participantes

8 - Processo de avaliação de determinada atividade

9 - Consultas

10 - Instruções para preenchimento online do formulário de atividade

11 - Itens do Formulário de atividade

12 - Inscrição no aplicativo para gestão do Plano Anual de Atividades

13 - Estruturas

 

1 - Cronologia do processo de proposta/aprovação

 

1.1 - Cada Estrutura Proponente (tab1) constrói, no âmbito da sua área de intervenção, a sua proposta de Plano Anual de Atividades, designando, para cada atividade, proposta e aceite, um Coordenador Específico de Atividade, definindo os destinatários e, caso se aplique, os Responsáveis Operacionais  (é o professor que no contexto principal da atividade, disciplinar ou outro, é o titular da turma), e submete-o à apreciação da respetiva Estrutura de Gestão Pedagógico/Didática/Gestão (EGPD/G) (tab1).

Notas:

a) - As Saídas devem ser registadas em formulário individual, mesmo que sejam o resultado final de determinada atividade.

b) - Atividades propostas pelas Associações de pais devem ser dadas a conhecer à Direção e só depois de aí aprovadas ser solicitada a respetiva referência.

 

1.2 - Cada Coordenador de Estrutura Proponente faz chegar ao Coordenador do Plano Anual de Atividades a respetiva lista de atividades, para atribuição de referências, sendo-lhe depois devolvida.

 

1.3 - O Coordenador de Estrutura Proponente comunica aos Coordenadores Específicos de Atividades as referências atribuídas e estes preenchem on-line ( ver Instruções para preenchimento online do formulário de atividade ) para a respetiva atividade, respeitando a designação da atividade e a respetiva referência, o Formulário de Projeto de Atividade para o Plano Anual de Atividades, fazendo-o chegar em tempo útil, ver  adiante Apreciação/aprovação na especificidade, ao respetivo coordenador de Estrutura Proponente para verificação/aprovação e arquivamento.

 

1.4 - Apreciação/aprovação na generalidade:
1.4.1 - Numa data a designar pelo Conselho Pedagógico, o Coordenador do Plano Anual de Atividades apresenta-lhe a proposta do Plano Anual de Atividades do Agrupamento (1), sendo feita uma apreciação geral/aprovação.


(1) - conjunto dos mapas das estruturas proponentes (cada obtido pelo respetivo coordenador usando o comando Consultas » Consultas gerais » Atividades propostas » na respetiva conta na plataforma de gestão do Plano Anual de Atividades), antecipadamente entregues pelos respetivos Coordenadores das Estruturas Proponentes ao Coordenador do Plano Anual de Atividades {dispensada a entrega em papel, mas não a respetiva conferência e arquivamento}.

 

1.4.2 - Integrações extraordinárias
Atividades que, por motivos de força maior, surjam extemporaneamente propostas, consideram-se tacitamente aprovadas, referentes à respetiva data de reunião do CP, numa base de confiança entre Coordenador Específico da Atividade, Coordenador da Estrutura Proponente e CP.

 

1.5 - Apreciação/Aprovação na especificidade:

1.5.1 - O Conselho Pedagógico, em sessão única, aprecia/aprova, em mapa próprio (2),  na especificidade as atividades calendarizadas para "Ao longo do ano letivo".
A data da reunião atrás referida é, para as atividades em causa, a data de referência para entrega dos formulários de projeto de atividade devidamente preenchidos. Os Coordenadores das Estruturas Proponentes devem aquando da receção dos formulários referidos registar no aplicativo de gestão do Plano Anual de Atividades, usando o comando Coordenador de estrutura » Gerir a receção dos formulários, na respetiva conta na plataforma de gestão do Plano Anual de Atividades, a respetiva receção.

(2) - elaborado tendo em conta os mapas das estruturas proponentes (cada obtido pelo respetivo coordenador usando o comando Consultas » Consultas gerais » Calendarização » 3 - Ver por estrutura proponente e momento, na respetiva conta na plataforma de gestão do Plano Anual de Atividades) entregues antecipadamente pelos respetivos Coordenadores das Estruturas Proponentes ao Coordenador do Plano Anual de Atividades {dispensada a entrega em papel, mas não a respetiva conferência e arquivamento}.

1.5.2 - Mensalmente o Coordenador do Plano Anual de Atividades apresenta, em mapa próprio (3), ao Conselho Pedagógico as atividades calendarizadas para o mês seguinte para apreciação/aprovação na especificidade.
A data da reunião atrás referida é, para as atividades em causa, a data de referência para entrega dos formulários de projeto de atividade devidamente preenchidos.  Os Coordenadores das Estruturas Proponentes devem aquando da receção dos formulários referidos registar no aplicativo de gestão do Plano Anual de Atividades, usando o comando Coordenador de estrutura » Gerir a receção dos formulários, na respetiva conta na plataforma de gestão do Plano Anual de Atividades,  a respetiva receção.

(3) - elaborado tendo em conta os mapas das estruturas proponentes (cada obtido pelo respetivo coordenador usando o comando Consultas » Consultas gerais » Calendarização » 3 - Ver por estrutura proponente e momento, na respetiva conta na plataforma de gestão do Plano Anual de Atividades ) entregues antecipadamente pelos respetivos Coordenadores das Estruturas Proponentes ao Coordenador do Plano Anual de Atividades {dispensada a entrega em papel, mas não a respetiva conferência e arquivamento}.

1.5.3 - Apreciações extraordinárias na especificidade
Atividades que, por motivos de força maior, surjam extemporaneamente propostas para Apreciação/Aprovação na especificidade, consideram-se tacitamente aprovadas, referentes à respetiva data de reunião do CP, numa base de confiança entre Coordenador Específico da Atividade, Coordenador da Estrutura Proponente e CP. Se, por qualquer motivo, houver necessidade de urgentemente registar a aprovação pelo CP, o Coordenador Específico da Atividade de contactar diretamente o Coordenador do Plano Anual de Atividades.

 

1.5.4 - Após a aprovação na especificidade em Conselho Pedagógico o estado da atividade passa a Aprovada

1.5.5
i - Após a aprovação na especificidade em Conselho Pedagógico os formulários de atividade não devem ser alterados.
ii - Se o formulário de atividade for alterado, o seu estado passa a Em reapreciação, devendo ser solicitada pelo Coordenador Específico de Atividade ao Coordenador da respetiva Estrutura Proponente uma Reapreciação da atividade em causa. Não existindo discordância este reaprecia a atividade em causa, alterando o seu estado para Aprovada, usando o comando Coordenador de estrutura proponente » Reapreciações, na respetiva conta na plataforma de gestão do Plano Anual de Atividades.

 

1.6 -

1.6.1 - O conteúdo do formulário de atividade é da exclusiva responsabilidade do respetivo Coordenador específico.
1.6.2 - O Coordenador do Plano Anual de Atividades parte sempre do príncipio de que foram cumpridas todas as formalidades aqui estipuladas, nomeadamente em 1.1, 1.2, 1.4, e 1.5.

 

1.7 - Estruturas

 

Estrutura Proponente Coordenador Estrutura(s) de gestão

E. B. de Feira Nova Sónia Alexandra Moreira Coelho DC do 1º Ciclo | DC do Pré Escolar
E. B. de Fonteleite Luísa Maria Martins Damasceno DC do 1º Ciclo | DC do Pré Escolar
E. B. de Portela Orquídea Matos DC do 1º Ciclo | DC do Pré Escolar
E. B. de Querelêdo Teresa Isabel Santos Antunes Cunha DC do 1º Ciclo | DC do Pré Escolar
E. B. de Vila Carla Cristina Cardoso dos Santos DC do 1º Ciclo | DC do Pré Escolar
E. B. nº1 de Giesta Maria Manuela Moreira da Silva DC do 1º Ciclo | DC do Pré Escolar
E. B. nº2 de Cerro Maria Alina Alves de Almeida Azevedo DC do 1º Ciclo | DC do Pré Escolar
JI de Giesta Maria José Campos Fernandes dos Santos DC do 1º Ciclo | DC do Pré Escolar
E. B. nº1 de Cerro Maria Filomena Afonso da Costa DC do 1º Ciclo | DC do Pré Escolar
E. B. da Estação José Ferreira Gonçalves da Cruz DC do 1º Ciclo | DC do Pré Escolar
GD de Ciências Físico Químicas Eleutério Acúrsio Sousa da Silva DC de Matemática e Ciências Experimentais
GD de Ciências Naturais Maria da Graça Rodrigues da Quinta Braga DC de Matemática e Ciências Experimentais
GD de Tic António Domingos Gonçalves da Rocha DC de Matemática e Ciências Experimentais
GD de Matemática Susana Cristina Gomes de Amorim DC de Matemática e Ciências Experimentais
GD de EMRC Joaquim Feliciano de Oliveira Azevedo DC de Ciências Sociais e Humanas
GD de História António José Pinto Pereira DC de Ciências Sociais e Humanas
GD de Filosofia Rui Alexandre Moreira Areal DC de Ciências Sociais e Humanas
GD de Geografia Lucília Marques Assunção DC de Ciências Sociais e Humanas
GD de História e Geografia de Portugal Maria Lucinda de Sousa Ramos DC de Ciências Sociais e Humanas
GD de Psicologia Rui Alexandre Moreira Areal DC de Ciências Sociais e Humanas
GD de Educação Física Fernando Marques Trindade DC de Expressões
GD de Educação Visual Vítor Manuel Dias da Costa DC de Expressões
GD de Educação Tecnológica Luís Miguel Oliveira Coelho DC de Expressões
GD de Educação Musical José Ernesto Coelho Tavares DC de Expressões
GD de Educação Artística e Tecnológica Luís Miguel Oliveira Coelho DC de Expressões
GD de Francês Maria Teresa Crespo Pereira Dias Moreira DC de Línguas
GD de Português Francisco Marto Afonso Fernandes DC de Línguas
GD de Inglês Laura Bernardete Ribeiro de Oliveira Santos DC de Línguas
Departamento da Educação Especial Sandra Andrea de Portugal Fernandes Departamento da Educação Especial
Bibliotecas Mónica Ferraz Loureiro Direção
Projeto Eco-Escolas Luís Miguel Oliveira Coelho Direção
Clube de Desporto Escolar Marcela Leopoldina Rodrigues Peixoto Direção
Oficina Artística Maria da Conceição Venâncio Magalhães Direção
Centro de recursos eletrónicos António Monteiro Silva Direção
Projeto Integrado de Educação para a Ciência Albina Manuela Teixeira da Costa Direção
Direção Maria Fernanda da Costa Cachada Direção
Pessoal não Docente Maria Luisa Teixeira Direção
Departamento de Formação Maria Fernanda Moreira da Silva Santos Direção
Serviços de Psicologia e Orientação Ana Paula de Azevedo Bastos Direção
Programa de Educação para a Saúde Maria Alice Ribeiro da Cunha da Silva Vieira Direção
Coordenação pedagógica Abel Paulo Pinto de Sousa Leite Direção
Clube da Proteção Civil e Ambiente Mário Dias Moreira Direção
APEE da EBS do Coronado e Castro Albina Manuela Teixeira da Costa Direção
Oferta Complementar Sanches Barros Direção
Clube de Teatro Maria Teresa Crespo Pereira Dias Moreira Trindade Direção
Oficina Musical José Ernesto Coelho Tavares Direção
Clube Europeu Lucília Marques Assunção Direção
Rede de escolas do futuro Alexandre Jorge da Silva Ferreira Direção
APEE da EB do Castro Albina Manuela Teixeira da Costa Direção
Total = 49


Estruturas de Gestão pedagógica didáctica/Gestão


DC do Pré Escolar Rosa da Conceição Gonçalves Rego
DC do 1º Ciclo José Carlos Mendonça Campos
DC de Línguas Maria Teresa Crespo Pereira Dias Moreira Trindade
DC de Ciências Sociais e Humanas Maria Lucinda de Sousa Ramos
DC de Matemática e Ciências Experimentais Maria da Graça Rodrigues da Quinta Braga
DC de Expressões Vítor Manuel Dias da Costa
Departamento da Educação Especial Sandra Andrea de Portugal Fernandes
Direção Maria Fernanda da Costa Cachada

 

 2 - Acompanhantes de visita

   Número de acompanhantes:
- Embora tendo em conta o estipulado na  legislação o número mínimo de acompanhantes adultos dever ser de dois (2)

 

3 - Transporte coletivo de crianças

 Informação do PCE | Lei integral

 

Sobre a declaração de idoneidade:

 

1 – É um documento pessoal, i. e., diz respeito apenas ao próprio e em caso de necessidade às autoridades policiais;

 

2 – É pedida, com a antecedência de pelo menos 5 dias úteis, pelo Coordenador específico/Gestor da actividade aos serviços administrativos do agrupamento, indicando os nomes dos vigilantes, a data da atividade e a respetiva referência no Plano Anual de Atividades, e depois feita chegar ao próprio;

 

3 – Conteúdo da declaração

 

DECLARAÇÃO DE IDONEIDADE

Nos termos do disposto no nº 5 do artigo 8º da lei nº 13 / 2006 de 17 de Abril, .........., representante legal do Agrupamento de Escolas de Coronado e Covelas, pessoa coletiva nº 600 075 575, com sede na Rua da Costa 4745-517 S. Romão do Coronado, declara que             , possuidor do BI nº        passado pelo arquivo de identificação de            em   de   de   , é considerada pessoa idónea para exercer as funções de vigilante na visita de estudo a realizar no dia     de      de      e com a referência nº     no Plano Anual de Atividades do referido Agrupamento de escolas.

 

 4 - Numeração de aulas

 

Aquando da realização de uma visita de estudo/atividade, que implique paragem de aulas:

Professor acompanhante:

- a aula é numerada nas turmas que o professor lecionaria nesse dia e que participam na atividade;

- a aula não é numerada nas turmas que o professor lecionaria nesse dia e que não participam na atividade e é marcada falta de serviço oficial ao professor;

Professor não acompanhante:

- a aula é numerada quando o professor não participa na atividade, mas as turmas que ele lecionaria o fazem;

- o professor que ficar sem turma por esta participar na atividade, pode ser chamado para fazer substituição de outro professor que participando na atividade tenha deixado turmas sem aulas.

 

5 - Articulação

 

5.1 - Quando a realização de determinadas atividades for feita em articulação, entre serviços e/ou estruturas internas ou externas, deverá ser nomeado, pelos Coordenadores Específicos das Atividades em questão, apenas um Gestor de atividade.

 

Por exemplo: O Coordenador Específico de Atividade da atividade X e o Coordenador Específico de Atividade da atividade Y chegaram à conclusão de que, numa conjugação de esforços para uma economia de meios (pex. humanos, financeiros, materiais, etc.) poderiam realizar as respetivas atividades em conjunto (pex. podem-se alcançar os objetivos específicos de cada atividade realizando apenas uma saída), então devem entre si nomear apenas um Gestor de atividade. Se não for possível aos Coordenadores Específicos das Atividades nomearem entre si quem será o Gestor de atividade cabe ao Coordenador do Plano Anual de Atividades, depois de informado, por escrito e em tempo útil, pelos Coordenador Específico das Atividades de tal facto,  propor ao Diretor um dos Coordenador Específico de Atividade para o cargo de Gestor de atividade, sendo então este nomeado superiormente.

 

5.2 - O Gestor de atividade acima mencionado:

- é o responsável pela  gestão da operacionalização das atividades em causa, sendo-lhe pois devida total colaboração por parte dos restantes Coordenadores Específicos das Atividades envolvidos;

- deve promover uma avaliação partilhada das atividades em causa, ficando registada tal avaliação  nos relatórios de avaliação  das atividades no campo Apreciação global da atividade/Observações .

 

Nota: sugere-se um texto do tipo:
Esta atividade decorreu em articulação com as atividades cujas referências são: a , b , c , etc.  tendo decorrido…………

 

5.3 - Ao Coordenador do Plano Anual de Atividades deve ser entregue, em tempo útil, pelo Gestor de atividade nomeado o formulário de articulação de atividades.

 

Nota: Corpo do formulário  de articulação de atividades:

 Formulário de articulação de atividades

 

Data de realização da atividade: ____ /____ /____

 

Identificação dos Coordenadores Específicos de Atividade:

Nome:                             Ref. da atividade            Assinatura:

Nome:                             Ref. da atividade            Assinatura:

 

.

.

.

Identificação do Gestor de atividade

Uma vez que as atividades acima referidas irão realizar-se em articulação, eu ………………………………………………………………………, aceito ser o Gestor de atividade.

 

Assinatura do Gestor de atividade: _______________________________

 

Data: __/ __/ __

 

O Coordenador do Plano Anual de Atividades  ______________________________________________

 

6 - Auxílios económicos para atividades de complemento curricular

 

O Relatório de necessidades, obtido diretamente pelo Coordenador Específico de Atividade do aplicativo online para gestão do Plano Anual de Atividades, na respetiva conta, a partir do comando Ver meu PAA na linha da atividade em causa clicando na hiperligação Relatório de necessidades,  deve ser entregue nos serviços administrativos com trinta (30) dias de antecedência, em relação à data de realização da atividade.

 

7 - Relatório de acompanhantes/participantes

 

No caso das saídas, o Relatório de acompanhantes/participantes, obtido diretamente pelo Coordenador Específico de Atividade do aplicativo online para gestão do Plano Anual de Atividades, na respetiva conta, a partir do comando Ver meu PAA na linha da atividade em causa clicando na hiperligação Relatório de acompanhantes, deve ser entregue na direção com oito (8) dias de antecedência.
No momento de início da atividade e depois de feita a chamada, deve ser entregue ao chefe do pessoal auxiliar a lista dos alunos participantes.

 

8 - Processo de avaliação de determinada atividade

 

Os Coordenadores Específicos de Atividades (e os Responsáveis operacionais conforme decisão da Estrutura Proponente ou dos Coordenador Específico de Atividade) preenchem, dentro do prazo de oito dias após a realização da atividade, os respetivos relatórios de avaliação, sem prejuízo do estipulado pelos Coordenadores Específicos de Atividade, Coordenadores de Estrutura Proponente ou necessidades de serviço.

O relatório de avaliação pelo Coordenador Específico de Atividade deve ser entregue ao coordenador da respetiva Estrutura Proponente, para apreciação e arquivamento, no prazo de oito dias após a realização da atividade, sem prejuízo do estipulado pelo Coordenador de Estrutura Proponente .  Os Coordenadores de Estrutura Proponente devem aquando da receção dos formulários referidos registar no aplicativo de gestão do Plano Anual de Atividades a respetiva receção, usando o comando Coordenador de estrutura » Gerir a receção dos formulários, na respetiva conta na plataforma de gestão do Plano Anual de Atividades.

 

Nota:

Os formulário para os Relatórios de avaliação pelo Coordenador Específico de Atividade e pelos Responsáveis Operacionais ficam disponíveis, depois da aprovação da atividade em Conselho Pedagógico, a partir do comando Ver meu PAA na respetiva linha da atividade clicando na hiperligação Relatório de avaliação.

Uma vez submetido o Relatório de avaliação de atividade não pode ser alterado. Se houver necessidade de proceder a alterações o Coordenador Específico de Atividade deve solicitar a sua eliminação ao respetivo Coordenador de Estrutura Proponente.
Para eliminar um determinado Relatório de avaliação o Coordenador de Estrutura Proponente deve fazê-lo usando o comando Coordenador de estrutura » Eliminar relatórios de avaliação de atividades, na respetiva conta na plataforma de gestão do Plano Anual de Atividades.

 

9 - Consultas

 

Consultas/Listagens de :

                            - Atividades propostas;

                            - Calendarização;

                            - Avaliação pelo RO;

                            - Entrega do formulário de atividade;

                            - Entrega do formulário de avaliação feita pelo Coordenador Específico de Atividade;

                            - Papeis desempenhados:

devem ser realizadas/obtidas a partir do comando Consultas na respetiva conta de utilizador no aplicativo online do Plano Anual de Atividades. 

Página de consultas

Menu geral

Página inicial

Mensagens


Dados pessoais

Dados pessoais

Alterar palavra-passe


Plano anual de actividades

Inserir Atividade

Ver meu PAA

Alterar Atividade

Consultas

Gestão da receção dos formulários

Levantamento das necessidades
de transporte - Inserir - Inativo

Levantamento das necessidades
de transporte registadas - Consultar/Eliminar

Consultas:

Atividades propostas

1 - Ver por estrutura proponente
Escolha e clique no botão Ver:

Parte superior do formulário

Parte inferior do formulário

1a - Ver todas

Calendarização

2 - Ver por momento
Escolha e clique no botão Ver:

Parte superior do formulário

Parte inferior do formulário

2a - Ver todas


3 - Ver por estrutura proponente e momento
Escolha e clique no botão Ver

Estrutura proponente

Momento

Parte superior do formulário

Parte inferior do formulário


4 - Ver por estrutura proponente
Escolha e clique no botão Ver

Estrutura proponente

Parte superior do formulário

Parte inferior do formulário


5 - Ver por ano curricular e momento
Escolha e clique no botão Ver:

Parte superior do formulário

Parte inferior do formulário


6 - Ver por ano curricular
Escolha e clique no botão Ver:

Parte superior do formulário

Parte inferior do formulário

6a - Ver todas


7 - Ver por grupo de alunos
Escolha e clique no botão Ver:

Parte superior do formulário

Parte inferior do formulário

7a - Ver todas

Avaliação pelo Responsável operacional

8 - Ver por grupo de alunos
Escolha e clique no botão Ver:

Parte superior do formulário

Parte inferior do formulário

8a - Ver todos os grupos de alunos

Entrega do Formulário de atividade

9 - Ver por estrutura proponente
Escolha e clique no botão Ver:

Parte superior do formulário

Parte inferior do formulário

9a - Ver todas

Entrega do formulário da Avaliação feita pelo coordenador

10 - Ver por estrutura proponente
Escolha e clique no botão Ver:

Parte superior do formulário

Parte inferior do formulário

10a - Ver todas

Avaliação/Realização

11 - Ver por estrutura proponente
Escolha e clique no botão Ver:

Parte superior do formulário

Parte inferior do formulário

11a - Ver todas

Papeis desempenhados

12 - Ver por utilizador
Escolha e clique no botão Ver:

Parte superior do formulário

Parte inferior do formulário

[290]

Utilidade das consultas

Comando

 

Utilidade

Finalidade institucional

Observações

 

Ref. no documento

Atividades propostas

Ver por estrutura proponente

1

Especialmente para Coordenadores de estrutura

 

Todos os interessados

Permite a consulta de atividades propostas, análises e solicitação de correções

Mapa a ser apresentado/apreciado em Conselho Pedagógico, da responsabilidade do respetivo Coordenador de estrutura

 

Ver todas

1a

 

 

Calendarização

Ver por momento

2

Especialmente para Coordenador do Plano Anual de Atividades

Todos os interessados

Permite a consulta em função da calendarização para se evitarem problemas de conflito de agenda, e solicitar correções

 

Ver todas

2a

 

 

Ver por estrutura proponente e momento

3

Especialmente para Coordenadores de estrutura

Todos os interessados

Mapa a ser apresentado/apreciado em Conselho Pedagógico, da responsabilidade do respetivo Coordenador de estrutura

(Ver CI Nº18/09)

 

Ver por estrutura proponente

4

Especialmente para Coordenadores de estrutura

Todos os interessados

 

 

Ver por ano curricular e momento

(cuidado com as atividades que são calendarizadas para Ao longo do ano letivo e decorrem num momento específico)

5

Especialmente para Coordenadores específicos

Coordenadores de ano

Todos os interessados

 

 

Ver por ano curricular

6

 

 

Ver todas

6a

 

 

Ver por grupo de alunos

7

Especialmente para Diretores/Prof. titular  de turma Coordenadores específicos

Todos os interessados

Mapa a ser apresentado/analisado periodicamente em CT/D pelo DT/Prof. Titular

 

Ver todos

7a

 

 

Avaliação pelo responsável operacional

Ver por grupo de alunos

8

Coordenadores específicos Especialmente para Diretores/Prof. Titular de turma, Professores do Conselho de turma Todos os interessados

É função da avaliação realizada pelo responsável operacional.

Permite a contabilidade em termos de tempos cedidos por disciplinas, que não a proponente da atividade, para análise por parte do CT dos efeitos colaterais. Deve ser analisado periodicamente (ver CI 77/2008).

Mapa a ser apresentado/analisado periodicamente em CT/D pelo DT/Prof. Titular.

 

Ver todos os grupos de alunos

8a

 

 

 

 

 

Entrega do formulário de atividade

 

 

Ver por estrutura proponente

9

Especialmente Coordenadores de estrutura

Todos os interessados,

 

 

 

Ver todas

9a

 

 

 

Entrega do formulário da Avaliação feita pelo Coordenador

Ver por estrutura proponente

10

Especialmente Coordenadores de estrutura

Todos os interessados,

 

 

 

Ver todas

10a

 

 

 

Papeis desempenhados

Ver por utilizador

12

 

 

 

 

 

10 - Instruções para preenchimento online, pelo Coordenador Específico de determinada atividade, do Formulário de Projeto de Atividade para o Plano Anual de Atividades

 

1 - Aceder a http://www.paa.pt/

 

2 - Iniciar a sessão preenchendo o campo Utilizador e o campo Password com os respetivos dados individuais e em seguida clicar no botão Iniciar sessão

 

2.1 - É Fundamental que o formulário online seja preenchido pelo Coordenador Específico de atividade (se for preenchido por um colega este deverá usar o login (nome de Utilizador e Password) do Coordenador Específico da atividade) – ou seja o aplicativo atribui automaticamente a gestão da atividade ao utilizador que iniciou a sessão e só este poderá editar os seus formulários.

 

3 - No Menu geral Clicar em  Inserir PAA

 

3.1 - É Fundamental que não se enganem ao digitar a referência da atividade deste ano letivo, uma vez que as referências já foram atribuídas e podem inadvertidamente estarem a apoderar-se de referências de outras atividades (para além do facto de que a vossa atividade ficará com a referência errada).

 

proced03.2 - É Fundamental que, se recuperarem um formulário do ano letivo anterior, não se esqueçam de, para além de indicar a referência do ano anterior, ativar a caixa Sim.

Verifiquem atentamente todos os itens (p.ex. as designações das Estruturas proponentes e das Estruturas de gestão, podem ter sido alteradas).

 

 

 

 

 

 

4 - Preencher o formulário

proced14.1 - O formulário é preenchido por passos:

- usem o botão Seguinte para passar ao passo seguinte

- o botão Gravar permite terminar a sessão e posteriormente recuperar os dados lançados – tb deve ser usado antes de passarem ao passo seguinte.

 

 

 

5 - O formulário só fica submetido quando no
último passo clicarem no botão Submeter. Só a partir deste momento é que ficam disponíveis os Relatórios de necessidades e de acompanhantes. proced2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

6 - Imprimir o formulário, datar, assinar, e entregar ao Coordenador da Estrutura Proponente tendo em conta o ponto 1.3.

 

11 - Itens do Formulário de Projeto para Plano Anual de Atividades

 

Se algum item de escrita livre estiver fora do contexto da atividade escreva: Não se aplica.

 

* Referência

 

* Designação da Atividade

 

* Estrutura Proponente

 

Em relação ao campo Estrutura proponente, esclarece-se que para o Plano Anual de Atividades esta é sempre uma estrutura interna do agrupamento, portanto, está diretamente ligada aos destinatários. Eventuais “parcerias” ou envolvimentos devem ser mencionadas em Estruturas e/ou serviços a envolver….

 

* Coordenador Específico

 

É Fundamental que o formulário online seja preenchido pelo Coordenador Específico de atividade (se for preenchido por um colega este deverá usar o login (nome de Utilizador e Password) do Coordenador Específico da atividade) – ou seja o aplicativo atribui automaticamente a coordenação da atividade ao utilizador que iniciou a sessão e só este poderá editar os seus formulários.

 

* Esta atividade foi aprovada na seguinte estrutura de gestão pedagógico/didática

 

* Local realização

 

* Tipo

 

* Finalidade educativa

 

* Calendarização / Calendarização (detalhe)

 

A Calendarização deve ser indicada de forma clara:

- Data a definir - Se ainda não houver uma calendarização concreta, ou incertezas na realização da atividade;

 

- Ao longo do ano letivo -  se a atividade decorrer para além do período de um mês, e neste caso indicar em Calendarização detalhe, de uma maneira sumária, mas adequada, clara e realística, os momentos em que a atividade decorre ou decorrerá;

 

- Mês e momentos (os momentos devem ser registados em Calendarização detalhe) – Caso a atividade decorra ao longo de um mês em vários dias;

 

- Mês, dia e momentos (os momentos devem ser registados em Calendarização detalhe)  - para as atividades em que tal se aplicar.

 

* Descrição da atividade

 

* Articulação com o projeto educativo do agrupamento

 

Cada estrutura proponente deve elaborar o seu Plano Anual de Atividades em articulação com o Projeto educativo do Agrupamento, nomeadamente no que está definido nos pontos 6.4 e 8. Esta articulação deve ser registada para cada atividade no respetivo formulário de projeto, no campo “Articulação com o Projeto educativo de Agrupamento Objetivos estratégicos do projeto educativo do AECC:” e/ou “Articulação com o Projeto educativo de Agrupamento Objetivos-Planos de ação do projeto educativo do AECC:” , marcando Sim nos itens aplicáveis dos pontos referidos.

 

* Objetivos

 

* Recursos Humanos

 

No campo RECURSOS HUMANOS, não devem ser mencionados: Coordenador, Destinatários, Responsáveis operacionais  e Acompanhantes/Colaboradores, pois estes elementos têm os seus campos próprios. Usem este campo para por exemplo mencionar os eventuais auxiliares de ação educativa que acompanhem a atividade.

 

* Estruturas e/ou serviços a envolver já contactados e com a respetiva anuência:

 

* Total de "tempos" da atividade:

 

O item Total de "tempos" da atividade refere-se apenas ao nº de "tempos" em que a atividade decorrerá, para um determinado grupo de alunos.

 

* Destinatários

 

* Destinatários>Alunos

 

Este item  deve ser preenchido por grupo de alunos, ou seja: Escolher o grupo de alunos, escolher o Responsável operacional, preencher Nº de participantes consoante a situação e clicar no botão Inserir. Repetir o processo para o eventual seguinte grupo de alunos.

 

Responsável operacional

Responsável operacional por grupo de alunos participantes – este item tem como objetivos  aferir a participação do grupo de alunos em questão, e o peso na carga horária do grupo de alunos/dia/disciplinas não proponentes da atividade em questão, através do preenchimento do respetivo relatório de avaliação.

 

Nº de participantes

 - Para as atividades que impliquem despesas financeiras com alunos (p.ex. visitas de estudo) é fundamental fazer o levantamento do Número de participantes por grupo de alunos (turmas) e por escalões de subsídios – já devem existir listas – [este item é muito importante para que o aplicativo produza corretamente o Relatório de necessidades a ser entregue nos Serviços administrativos].

 - Para as outras atividades, basta o total (por grupo de alunos)

 

* Necessidades materiais (bens a serem requisitados aos Serviços administrativos):

 

* Necessidades de serviços:

 

No campo Necessidades de serviços NÃO inclua despesas com alunos em Transportes ou no Destino, pois estas duas despesas têm os seus campos próprios. Aqui mencione por exemplo necessidades com formadores.

 

* Necessidades financeiras com alunos:

 

* Contactos da empresa de transportes e do destino:

 

* Acompanhantes

 

* Atividades de substituição:

 

- Quando não houver implicações no horário dos alunos participantes escreva:

- Se para todos: “Não há implicações no horário dos alunos participantes”

- Se para um determinado grupo: “Não há implicações no horário dos alunos do :::::”

- Quando houver necessidade de atividades de substituição, deve ser indicada a turma, a disciplina em causa, o professor acompanhante e a solução encontrada.

Nota:

Aconselha-se a que a solução encontrada siga as seguintes prioridades:

1º - O professor em falta ser substituído por um colega em atividades de substituição com plano de aula, portanto da mesma disciplina;

2º - O professor em falta ser substituído por troca com um colega da mesma turma;

3º - O professor em falta ser substituído por troca com um colega da mesma disciplina (portanto com plano de aula);

4º - Aplicação do Plano de Atividades de Substituição da Planificação.

Obs.: Relembra-se que o princípio subjacente à aplicação de atividades de substituição é sempre o cumprimento da planificação disciplinar.

 

12 - Inscrição no aplicativo de gestão do Plano Anual de Atividades

 

1 - Aceder a http://www.paa.pt/

2 - Clicar em Inscrever-se

Inscrição1

3 - Preencher o formulário e clicar no botão confirmar

Inscrição2

Grupos disciplinares Untitled Document

Grupo disciplinar Coordenador
Grupo disciplinar de Português Francisco Marto Afonso Fernandes
Grupo disciplinar de Inglês Laura Bernardete Ribeiro de Oliveira Santos
Grupo disciplinar de Francês Maria Teresa Crespo Pereira Dias Moreira Trindade
Grupo disciplinar de História António José Pinto Pereira
Grupo disciplinar de Geografia Lucília Marques Assunção
Grupo disciplinar de História e Geografia de Portu Maria Lucinda de Sousa Ramos
Grupo disciplinar de EMR Joaquim Feliciano de Oliveira Azevedo
Grupo disciplinar de Filosofia Fernando Nuno Fadigas da Palma
Grupo disciplinar de Matemática Susana Cristina Gomes de Amorim
Grupo disciplinar de Ciências Naturais Maria da Graça Rodrigues da Quinta Braga
Grupo disciplinar de CFQ Eleutério Acúrsio Sousa da Silva
Grupo disciplinar de TIC António Domingos Gonçalves da Rocha
Grupo disciplinar de Educação Visual Vítor Manuel Dias da Costa
Grupo disciplinar de Educação Tecnológica Luís Miguel Oliveira Coelho
Grupo disciplinar de Educação Física Fernando Marques Trindade
Grupo disciplinar de Educação Musical José Ernesto Coelho Tavares
Grupo disciplinar do Pré-escolar Rosa da Conceição Gonçalves Rego
Grupo disciplinar do Primeiro Ciclo José Carlos Mendonça Campos
Grupo disciplinar de Educação Especial Sandra Andrea de Portugal Fernandes
Serviços de Psicologia e Orientação Ana Paula de Azevedo Bastos
Pessoal não docente Joaquim Fernando Dias Pereira
GD de Educação Artística e Tecnológica Luís Miguel Oliveira Coelho

 

4 - Imprimir e guardar o recibo da inscrição

Inscrição3

5 - Aguardar entre 24 e 48 horas para que a conta fique ativa. Caso tal não se verifique, ou em situação de urgência, contactar diretamente o César.